Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Campanha do Voltaço na Copinha não foi coincidência 

Sem sombra de dúvidas, o Volta Redonda foi, ao lado do Guarani e do Osasco Audax, a grande surpresa da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2019, que irá conhecer o seu campeão na sexta-feira, no duelo entre São Paulo x Vasco no Pacaembu, às 15h30. Com um bom desempenho na fase de grupos, a equipe passou a chamar a atenção com atuações irretocáveis no mata-mata. A primeira pincelada veio na segunda fase, ao eliminar o Goiás. No duelo seguinte, revanche contra a mesma Portuguesa que havia derrotado anteriormente. Dessa vez, o final foi outro: em pleno Canindé, o Tricolor de Aço silenciou o estádio e despachou a Lusa por 2×1. A grande demonstração de força veio num justo triunfo contra o Galo, nas oitavas-de-final, por 2×0. Ficou evidente: o Voltaço não estava na Copinha para brincadeira.

O planejamento inicial era ao menos igualar a campanha de 2018, quando o time comandado por Neto Colucci conseguiu pela primeira vez passar da fase de grupos do principal torneio de base do Brasil, parando no primeiro confronto eliminatório. A gradativa evolução ratificada na edição deste ano é uma prova do sucesso e do árduo trabalho que vem sendo desenvolvido nas categorias de base no clube do Sul Fluminense. Para se ter um exemplo da dedicação da diretoria nesse trabalho em específico, o elenco sub-20 iniciou os treinamentos visando o torneio em outubro do ano passado. Foram, portanto, três meses de uma preparação intensa.

Desde 2017 foram ao menos 17 finais disputadas pela base do Voltaço. A prova de força veio com o título da Taça Rio Sub-17, na temporada passada. Time sub-17, inclusive, que serviu para reforçar o plantel que fez história na Copinha em São Paulo. No sub-10 conquistou a Taça Guanabara eliminando Fluminense, Flamengo e Vasco.

O interesse na formação de uma metodologia entre os garotos também pode ser constatada com a criação da Copa Voltaço, torneios sub-13 e sub-14 de âmbito nacional, conhecida como “mini-Brasileirão”.  O vice-presidente de futebol do clube, Flávio Horta Júnior, já confirmou uma nova edição para 2019, após o sucesso de 2018, que teve as participações de grandes como Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense, Corinthians, Atlético-MG e Cruzeiro. Foram quatro dias de jogos, 62 partidas disputadas e quatro cidades envolvidas.

A bonita história do Voltaço na Copinha foi encerrada com uma eliminação nos pênaltis para o Vasco da Gama. Porém, o Esquadrão de Aço deixou um aviso: a campanha não foi coincidência. O clube está sendo definitivamente preparado para esse momento.

Deixe seu comentário: