Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Futebol Paulista vai às compras no Rio

Sornoza (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)

Dia desses estava lembrando, da movimentação do mercado no passado próximo. Se a gente voltar no tempo, não muito longe, uns 10 anos, já dá para falar sobre a tal movimentação interna, na busca de reforços. Principalmente envolvendo o eixo Rio – São Paulo. Os times de São Paulo sempre foram especialistas no olhar diferenciado para o interior, até porque o futebol paulista é muito mais forte que qualquer outro no cenário nacional, basta olhar para a segunda divisão do futebol brasileiro. Esse ano mesmo com muitos participantes, algo atípico aconteceu, nenhum subiu, mas isso faz parte do jogo.

Mas voltando para o meu pensamento inicial, os grandes times de São Paulo sempre se destacaram nas apostas após o paulistão e até outros campeonatos estaduais. Se for citar um jogador como exemplo recente, posso falar de Paulinho do Corinthians. Saiu do interior para se tornar um dos maiores ídolos recentes do clube. Mas o momento atual para o futebol do Rio de Janeiro é tão ruim, e a fase financeira pior ainda, que o melhor lugar para “caçada” se tornou a cidade Maravilhosa.

Os paulistas que também não atravessam um grande momento financeiro (tirando claro o Palmeiras),estão recrutando jogadores do Rio com a maior tranquilidade. O Fluminense já perdeu o volante Richard para o Corinthians, Sornoza parece que vai pelo mesmo caminho. No começo e meio do ano já tinha perdido Henrique e Douglas, o Flamengo perdeu Everton para o São Paulo e ainda pode ficar sem Diego e W. Arão. O Vasco corre o risco de ter Leandro Castan repatriado pelo Corinthians.

Mesmo com os times de São Paulo com situação financeira não tão boa, a luta ainda parece não ser leal. E os grandes culpados são os cartolas principalmente de Fluminense, Vasco e Botafogo. O amadorismo com o qual tocam o nosso futebol tem um preço muito grande. E o principal boleto chega no final do ano, quanto normalmente estamos lutando contra o rebaixamento.

Deixe seu comentário: